Quem somos


 

SOMOS UM GRUPO DE APOIO!

 

Somos um programa de recuperação para pessoas que sofrem de Codependencia Emocional onde, O único requisito para ser membro é o desejo de desenvolver relacionamentos saudáveis ​​e amorosos com nós mesmos e com os outros. A Codependencia é um conjunto de comportamentos disfuncionais, que desenvolvemos com o passar dos anos. A maioria de nós tem procurado maneiras para superar os dilemas, frutos dos conflitos de nossas relacoes desde a infancia.

Muitos de nós, foram criados em familias disfuncionais, onde existiram problemas relacionados a várias compulsões ou nao. Em qualquer um dos casos, constatamos que em nossas vidas a Codependencia é um comportamento profundamente arraigado.

Tentamos usar os outros – nossos companheiros, amigos e até nossos filhos, como nossa única fonte de identidade', valor e bem-estar, e como forma de tentar restaurar dentro de nós as perdas emocionais de nossa infância. Nossas histórias podem incluir outros vícios poderosos que às vezes usamos para lidar com nossa codependência.

Todos nós aprendemos a sobreviver à vida, mas em CoDA estamos aprendendo a viver a vida. Através da aplicação dos Doze Passos e princípios encontrados no CoDA à nossa vida diária e relacionamentos, tanto presentes quanto passados ​​– podemos experimentar uma nova liberdade de nossos estilos de vida autodestrutivos. É um processo de crescimento individual. Cada um de nós está crescendo em seu próprio ritmo e continuará a fazê-lo enquanto permanecemos abertos à vontade de Deus para nós diariamente. A nossa partilha é a nossa forma de identificação e ajuda-nos a libertar os laços emocionais do nosso passado e o controlo compulsivo do nosso presente.

Não importa quão traumático seu passado ou seu presente desesperador possa parecer, há esperança para um novo dia no programa de Co-Dependentes Anônimos. Você não precisa mais confiar nos outros como um poder maior do que você. Que você encontre aqui uma nova força interior para ser aquilo que Deus planejou – Precioso e Livre.

Cada um de nós compartilha a sua experiência, força e esperança de que, com nossos esforços, encontraremos a liberdade onde havia escravdão e paz onde havia desordem em nosso relacionamento conosco e com os outros.

 

Em sua primeira reunião, você pode ter muitas perguntas. Você pode fazer perguntas antes do início da reunião ou após o término da reunião. A reunião é sobre pessoas compartilhando seus pensamentos, sentimentos e experiências. 

No início de uma reunião, há apresentações e leituras. Você pode ser solicitado a se apresentar. Você pode acrescentar que está verificando reuniões pela primeira vez ou qualquer declaração desse tipo. Você não é obrigado a falar – a escolha é sua. As leituras geralmente são o Preâmbulo, que fala um pouco sobre a organização, e obras vindas, que fala sobre Codependencia Emocional. Estas informações podem ser muito úteis. 

Outras leituras são os Doze Passos e as Doze Tradições. Declarações como “...entrego minha vontade e minha vida aos cuidados de Deus como nós concebíamos Deus” ou “...fazemos um inventário moral minucioso e destemido de nós mesmos” podem ser desconfortáveis de ouvir. Você ouvirá as pessoas compartilharem seus conceitos únicos de Deus e poderá ouvir nomes diferentes para esse ser, como Poder Superior, Criador, Grande Espírito – a lista continua. Você pode ouvir as pessoas compartilharem pedaços de seus inventários morais. Alguns membros trabalham esses Passos rapidamente; outros lentamente. Não existe jeito certo ou errado; sugere-se que você os trabalhe em seu próprio ritmo. 

Sobre o assunto de Deus; CoDA é um programa espiritual, não religioso. Também não é um culto. Os membros frequentemente começam e continuam sem experiência ou crença em Deus. Sugere-se que as pessoas novas no CoDA mantenham a mente aberta sobre assuntos espirituais. Muitos passaram a entender a espiritualidade de uma maneira que funciona para eles. O program CoDA usa a palavra Deus para descrever um poder maior do que nós. O que uma pessoa escolhe imaginar ou chamar esse poder (se houver) depende do indivíduo. 

As reuniões têm uma estrutura e regras básicas. Você percebe que todos ficam em silêncio quando um está compartilhando. Isso ocorre apesar do fato de que os participantes, incluindo você, podem ter dúvidas ou sugestões para a pessoa que está compartilhando. Essa regra é chamada de “sem conversa cruzada”. Incluída nisso está a regra de não se referir a outra pessoa ou seu compartilhamento quando chegar a hora de compartilhar. Falamos sobre nossa própria experiência; de mais ninguém. Há um grande valor nessas regras, porque elas permitem que a verdade venha através do nosso compartilhamento. Se você não tiver certeza sobre o que significa “sem conversa cruzada”, pergunte a alguém após a reunião. 

Algumas reuniões vão ao redor da sala onde as pessoas compartilham por sua vez. Outros são de forma livre, onde as pessoas compartilham à medida que são movidas. As pessoas geralmente compartilham sobre seus problemas atuais na vida. Você pode compartilhar o seu ou não. Se você tiver dúvidas sobre sua situação, compartilhe primeiro. Algo surpreendentemente pode vir a você sobre isso. Caso contrário, faça perguntas mais tarde, após a conclusão da reunião ordinária. 

Uma lista de nomes próprios pode circular, com números de telefone. Você pode assinar ou não. Você pode achar esta lista útil, pois pode ligar para qualquer pessoa listada para conversar com ela sobre o programa, incluindo as perguntas que você tiver. 

Ao final da reunião, o grupo se levanta para fazer uma oração, de mãos dadas. Frequentemente é a Oração da Serenidade, que é bem conhecida em todos os programas de 12 passos. Nenhum participante é obrigado a recitar qualquer oração que considere censurável. 

É preciso muita coragem para admitir que há um problema. É preciso ainda mais para agir e procurar ajuda. Depois de participar de sua primeira reunião, você pode estar se perguntando se o CoDA é ideal para você. Sugere-se que você participe de pelo menos 6 reuniões (diferentes, se disponíveis onde você mora) antes de tomar sua decisão. Além das tradicionais reuniões presenciais, a CoDA oferece Reuniões de Formato Alternativo, que incluem reuniões por WhatsApp e reuniões de vídeo online (e-mail, bate-papo e bate-papo por vídeo). A esperança de recuperação está disponível para todos. Desejamos á voce, bons momentos! 

 

Nosso portal CoDa Brasil tem como objetivo levar a mensagem de CoDa e divulgar os grupos pelo Brasil, bem como nos comunicar com os outros codependentes pelo mundo a fora.

 

CoDependentes Anônimos (CoDA) é uma irmandade mundial de homens e mulheres que se reúnem para resolver seus problemas comuns e individuais de codependência.

 

Nós nos reunimos para compartilhar nossas experiências, forças e esperança e para nos apoiar durante nossa jornada de auto-conhecimento e de aprendizado do amor próprio. A prática diária do programa permite que cada um de nós fique íntegro com relação as suas histórias pessoais e aos seus próprios comportamentos codependentes.

 

 

PRINCÍPIOS E OBJETIVOS

 

Nós confiamos nos Doze Passos e nas Doze Tradições adaptados de AA para obter o conhecimento e a sabedoria. Estes são os princípios de nosso programa e os guias para o desenvolvimento de relações honestas e satisfatórias conosco mesmos e com os demais. Em CoDA cada um aprende a construir uma ponte em direção a um Poder Superior, de sua própria compreensão, permitindo aos outros o mesmo privilégio. 

 

Este processo de renovação é um presente de recuperação para nós. Praticando ativamente o programa de CoDA – Codependentes Anônimos podemos perceber uma nova alegria, uma nova aceitação e serenidade em nossa vida.

 

 

FUNDAÇÃO

 

O CoDA (Co-Dependentes Anônimos), no Brasil, foi aberto por iniciativa de um grupo de pessoas que frequentavam outras duas irmandades (Al-Anon e Nar-Anon) em 6 de dezembro de 1997 na Rua João Moura, 425 – Pinheiros – São Paulo.

Há registro, no site americano, com número BR01, de um grupo em Porto Alegre desde 1996. Foram feitas algumas tentativas em épocas diferentes de contato, por telefone e por carta, e não se obteve resposta. Portanto, até hoje não sabemos se esse grupo ainda funciona. Por conta disso, o Grupo Pinheirinho, só por hoje, é considerado o primeiro grupo de CoDA em funcionamento no Brasil e foi através dele que nasceram os demais grupos.

Hoje, após quase 20 anos de crescimento e maturidade, o CoDA no Brasil se tornou uma entidade jurídica, com CNPJ, site e conta bancária em nome da Irmandade, tendo uma Junta de Serviços Gerais à qual compete exercer, em nível nacional, a proteção e zelo dos Princípios, Programa, Tradições e bens materiais da irmandade de Co-Dependentes Anônimos. Portanto, Co-Dependentes Anônimos no Brasil, hoje já é uma realidade que nasceu do sonho de recuperação de um grupo de pessoas que tinham um propósito comum: “Aprender a desenvolver relacionamentos saudáveis.”

 

 

 

12 Passos de CoDA

Os 12 Passos de Co-dependentes Anônimos
 
 
1º. PASSO: Admitimos que éramos impotentes perante os outros, que nossas vidas haviam se tornado ingovernáveis.
 
2º. PASSO: Viemos a acreditar que um PODER SUPERIOR a nós mesmos, poderia nos devolver a sanidade.
 
3º. PASSO: Decidimos entregar nossa vontade e nossa vida aos cuidados de DEUS, como nós O concebíamos.
 
4º. PASSO: Fizemos um minucioso e destemido inventário moral de nós mesmos.
 
5º. PASSO: Admitimos perante DEUS, perante nós mesmos, e perante outro ser humano a natureza exata de nossas falhas.
 
6º. PASSO: Prontificamo-nos inteiramente para deixar que DEUS removesse todos estes defeitos de caráter.
 
7º. PASSO: Humildemente pedimos a DEUS para que removesse nossas imperfeições.
 
8º. PASSO: Fizemos uma lista de todas as pessoas que tínhamos prejudicado e nos dispusemos a reparar os danos a elas causados
 
9º. PASSO: Fizemos as reparações diretas a tais pessoas sempre que possível, salvo quando fazê-lo significasse prejudicá-las ou a outrem
 
10º. PASSO: Continuamos fazendo o inventário pessoal e quando estávamos errados, nós o admitíamos prontamente.
 
11º. PASSO: Procuramos através da PRECE e da MEDITAÇÃO, melhorar nosso contato consciente com DEUS, na forma em que nós concebíamos a DEUS, rogando apenas o CONHECIMENTO da Sua vontade com relação a nós para realizarmos essa vontade.
 
12º. PASSO: Tendo experimentado um despertar espiritual graças a estes passos, procuramos transmitir esta mensagem para outro co-dependente e praticar estes princípios em todas as nossas atividades.

 
12 PROMESSAS DE CoDA
As 12 Promessas de Codependentes Anonimos
 
1º. PROMESSA: Reconheço que não estou só e que meus sentimentos de vazio e solidão vão desaparecer.
 
2º. PROMESSA:Não sou controlado (a) por meus medos.  Eu supero meus medos e ajo com coragem, integridade e dignidade.
 
3º. PROMESSA: Experimento uma nova liberdade.
 
4º. PROMESSA: Liberto-me da preocupação, da culpa e da lamentação quanto ao meu passado e ao presente.  Eu me mantenho o suficientemente atento (a) para não repetir. 
 
5º. PROMESSA: Experimento um novo amor e uma nova aceitação por mim mesmo (a) e pelos demais.  Eu me sinto genuinamente merecedor (a) de ser amado (a).
 
6º. PROMESSA: Aprendo a me ver igualmente aos demais.  E minhas novas e renovadas relações são baseadas na igualdade de ambas as partes.
 
7º. PROMESSA: Sou capaz de desenvolver e manter relações saudáveis e amorosas. A necessidade de controlar e manipular os outros desaparecerá na medida em que eu aprenda a confiar nas pessoas dignas de confiança.
 
8º. PROMESSA: Aprendo que é possível recuperar-me e converter-me numa pessoa mais amorosa, mais íntima e capaz de oferecer apoio apropriado.  Eu tenho a escolha de comunicar-me com minha família de uma maneira segura para mim e respeitosa para eles.
 
9º. PROMESSA: Reconheço que eu sou uma criação única e preciosa.
 
10º. PROMESSA: Não dependo unicamente dos demais para poder me sentir valioso (a).
 
11º. PROMESSA: Tenho a confiança de que meu Poder Superior me guia.  E venho a acreditar em minhas próprias capacidades.
 
12º. PROMESSA: Experimento gradualmente em minha vida SERENIDADE, FORÇA INTERIOR e CRESCIMENTO ESPIRITUAL. 
 
 
12 TRADIÇÕES DE CoDA
As 12 tradições de Codependentes Anonimos 
 
 
1ª. TRADIÇÃO: Nosso bem-estar comum deve vir em primeiro lugar; o progresso pessoal do maior número de membros depende da unidade.
 
2ª. TRADIÇÃO: Para nosso propósito de Grupo há somente uma autoridade - Um Deus amoroso que pode Se manifestar em nossa consciência de Grupo. Nossos líderes são apenas servidores de confiança; eles não têm poderes para governar.
 
3ª. TRADIÇÃO: Pessoas que se auto-identifiquem como Co-Dependentes, quando se reunirem para prestar ajuda uns aos outros através dos 12 Passos de AA, podem chamar-se de Grupo de CoDA, desde que, como Grupo, não tenham nenhuma outra afiliação. O único requisito para ser membro de Co-Dependentes Anônimos é ter o sincero desejo de desenvolver Relacionamentos Saudáveis e baseados em Amor.
 
4ª. TRADIÇÃO: Cada Grupo de CoDA deve ser autônomo, exceto em assuntos que afetem um outro Grupo, ou o CoDA como um todo.
 
5ª. TRADIÇÃO: Cada Grupo de Co-Dependentes Anônimos tem apenas um ÚNICO propósito: prestar ajuda ao Co-Dependente que ainda sofre. Fazemos isso praticando os Doze Passos de AA, nós mesmos, encorajando, compreendendo, acolhendo e assim proporcionando alívio a todo Co-Dependente.
 
6ª. TRADIÇÃO: Nossos Grupos de Co-Dependentes Anônimos nunca deverão endossar, financiar ou emprestar nosso nome a qualquer empreendimento de fora, para que problemas de dinheiro, propriedade e prestígio não nos desviem de nosso objetivo espiritual primordial.
 
7ª. TRADIÇÃO: Cada Grupo deverá ser totalmente auto-suficiente recusando contribuições de fora.
 
8ª. TRADIÇÃO: O trabalho do Décimo Segundo Passo CoDA deverá sempre permanecer não profissional, mas nossos centros de serviço podem contratar funcionários especializados.
 
9ª. TRADIÇÃO: Nossos Grupos, como tais, nunca deverão ser organizados, mas podemos criar juntas ou comitês de serviço diretamente responsáveis perante aqueles a quem prestam serviço.
 
10ª. TRADIÇÃO: Os Grupos CoDA não opinam sobre questões de fora, portanto nosso nome jamais deverá ser envolvido em controvérsia pública.
 
11ª. TRADIÇÃO: Nossa política de RELAÇÕES PÚBLICAS se baseia na ATRAÇÃO e NÃO NA PROMOÇÃO; precisamos manter sempre o anonimato pessoal em nível de imprensa, rádio, televisão e filmes. Precisamos proteger com o máximo cuidado, o anonimato de todos os membros de CoDA.
 
12ª. TRADIÇÃO: O ANONIMATO é a BASE espiritual de todas as nossas Tradições, lembrando-nos sempre de colocar os princípios acima das personalidades.
 
 
 
Selos
  • Site Seguro

Codependentes Anonimos - CNPJ: 08.315.403/0001-31 © Todos os direitos reservados. 2022