Desenvolvendo Fé

Carta dos Fundadores de CoDa
15 de fevereiro de 2015
Passos Seis & Sete
15 de fevereiro de 2015

Enquanto escrevo este texto, estou sozinha em retiro, num mosteiro na zona rural de Minnesota. É um dia tranquilo de janeiro e o meu Poder Superior tem sido amistoso comigo, enquanto eu marcho fria e solitária neste momento da minha vida.

Perdi minha reunião de CoDA esta semana antes de vir para o meu retiro, já que sentia-me muito sobrecarregada para ir. Quando cheguei ao mosteiro e estava caminhando para o meu quarto, vi uma placa de “Reunião de CoDA esta noite às 19h, todos são bem-vindos!”.

“Não!”, eu pensei, “Meu Poder Superior não pode ser assim tão bom…, certo?”

Compareci àquela reunião e me senti em casa. Eu estava bem humorada e confortável com aquela oportunidade que o meu Poder Superior me apresentava de forma tão pessoal e tangível.

Nas 24 horas em que eu estou aqui neste retiro, tornou-se claro para mim que devo me desligar de um relacionamento no qual tenho colocado todas as minhas expectativas, esperando que a outra pessoa decida o que pode me dar, para que eu me adapte àquela situação. É como se eu estivesse jogando minha situação naquele relacionamento como num jogo de xadrez, morrendo de medo de fazer um movimento errado e ganhar um “xeque-mate”.

Ao ler o livreto CoDA chamado “Descascando a cebola”, pude ver como a minha doença tem me levado a me concentrar na tentativa de conseguir que alguém me complete, ao invés de eu mesma partir em busca da real fonte da vida e suas conexões. Venho enganando a mim mesma e aos outros, no que se refere às coisas boas que eu tenho para oferecer ao mundo.

Quando eu cuido de mim mesma, encontro as “Orações dos Passos de Coda” (no nosso site) e a oração do Segundo Passo fala diretamente comigo:

“Neste momento posso acreditar que nunca estou sozinha.
Eu posso experimentar a sensação de liberdade que ter um Poder Superior me oferece.
Posso me lembrar que crer é também uma ação e se eu estou disposta a praticá-la, um momento de cada vez, vou desenvolver a minha fé.”

Amém!

Podemos te Ajudar?